sexta-feira, 22 de setembro de 2017

GRUTAS DE S. VICENTE

Ilha da Madeira - 2010
O PRINCÍPIO


Grutas de S. Vicente

A ilha da Madeira é de origem vulcânica. As grutas de S. Vicente são canais formados pela lava de um vulcão que surgiu no Paul da Serra há 890 mil anos. Ao percorrermos aproximadamente os 700 metros de um dos canais podemos ver lava solidificada, estalactites resultante dos vapores de lava,  como também somos surpreendidos pela existência de um lago de águas cristalinas.




















No CENTRO DE VULCANISMO DE S. VICENTE associado às grutas, podemos observar, através de meios audiovisuais, os fenómenos relacionados com a evolução geológica da ilha e as erupções vulcânicas que deram origem ao nascimento do arquipélago da Madeira.


   




















domingo, 10 de setembro de 2017

Vereda dos Balcões

Ilha da Madeira
Setembro 2016

Uma caminhada fácil e muito agradável a partir de Ribeiro Frio.

Árvores exóticas e espécies endémicas pertencentes ao ecossistema da Ilha da Madeira – Floresta Laurissilva do Til e do Vinhático - envolvem-nos ao longo de um percurso com 1,5 Km de extensão. 

A caminhada termina num belo miradouro que nos 'lança' para um precipício.
















terça-feira, 4 de julho de 2017

GOLDEN GATE - Recuperado

Ilha da Madeira - Julho 2017
MEMÓRIA DOS AFECTOS



A ilha misteriosa!..


Transportes estranhos de carros de bois; 
O cheiro das flores; Os bordados da Madeira;



O Golden Gate - uma preciosidade - de paragem obrigatória.






1951, o ano em que descobri a Ilha Misteriosa!.. de Júlio Verne?
Pedaços de vida, gravados na memória dos afectos.

Outros tempos da cidade do Funchal, passados ainda criança.


sexta-feira, 30 de junho de 2017

PICO DO ARIEIRO

Ilha da Madeira - 2016

É o terceiro pico mais alto da ilha da Madeira
1818 metros de altitude


Uma paisagem deslumbrante rodeia-o.


Um dos percursos pedestres mais espectaculares, com precipícios arrebatadores e túneis, começa no Pico do Arieiro em direcção ao Pico Ruivo, o mais alto da Ilha da Madeira - 1862 metros.




As nuvens, tal como as ondas do mar, tocam num vai-e-vem constante o Pico do Arieiro.